segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Idosos, amigos, antigos


Eles entram pela porta da frente.
São quietos ou falantes.
Às vezes tristes,
outras alegres.
São cartilhas.
Trazem histórias
Que contam espontânea e prontamente,
A quem a seu lado,
A viagem partilha.
Quando não estão aqui,
Estão nas praças, nas ruas, nas casas.
São como livros que andam,
sábios e antigos.
São como a gente em outro dia,
Daqui pra frente.
São bondosos, são idosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário